Fêmea de tubarão guarda esperma por 4 anos antes de parir

A turma de biólogos marinhos do Aquário Steinhart, na Califórnia, EUA, documentou o que leva todo o jeito de ser um recorde. Isolada de machos há cerca de 4 anos, uma fêmea de tubarão bambu finalmente pariu um filhote.

tubaraosinho

Inicialmente, os cientistas desconfiavam de partenogênese – processo reprodutivo no qual a fêmea gera vida sem necessidade de um macho. No entanto, o filhote (saudável, a propósito) apresenta traços de DNA alheios à constituição genética da mãe.

Por consequência, foi concluído que o tubarão bambu, definitivamente, é o detentor do recorde de armazenamento de esperma antes de estabelecer o período de gestação. Mas vá saber, né, a natureza é maluca o bastante pra não ser nem partenogênese, nem armazenamento; por mais que numa primeira olhada não haja mais do que duas respostas.

Só o tempo dirá. Não se os cientistas estão corretos, mas se eles vão continuar a pesquisar.

Fonte: Science Magazine

+ Tubarões são mesmo terríveis predadores dos mares?

Deixe seu comentário