Cientistas chineses confirmam o “início do fim” das Geleiras do Sul

As geleiras do centro asiático não devem permanecer mais as mesmas. Pelo menos é o que dizem no Centro de Pesquisas de Regiões Frias e Áridas em Lanzhou, na China.

Em 2002, os pesquisadores fizeram um inventário de todas as geleiras chinesas – grandes responsáveis pela distribuição de água no país – e destacaram uma área de mais de 51 mil quilômetros quadrados de geleiras. Contudo, os resultados foram apontados como inconclusivos pois as imagens não ofereciam distinção nítida entre geleiras e montanhas cobertas de neve.

Mas mesmo com essas pequenas limitações metodológicas, o fato é que houve diminuição de 13% na área total das geleiras da região sul da China, que distribuem água também para o norte da Índia. O receio dos cientistas é de que com o aquecimento das geleiras a água possa tornar-se abundante, mas apenas antes de atingir o ponto de exaustão e secar quase que definitivamente.

A liberação desses dados foi muito bem recebida na comunidade científica internacional, pois o governo chinês é notório pela recusa em compartilhamento de informações. Futuramente, os dados podem vir a contribuir tanto com a prevenção da seca quanto para o contorno da situação; já que amplia o entendimento científico sobre as geleiras.

Fonte: Science Magazine

+Imagens aéreas inacreditáveis mostram o mundo por outro ângulo

Deixe seu comentário