Camarão Louva-Deus, um animal marinho que mais parece saído de uma série de ficção

camaraothumb

O Camarão Louva-Deus é uma espécie de camarão gigante que na fase adulta pode chegar a ter até 50 cm de comprimento! E por incrível que pareça, o tamanho dele está longe de ser o que mais impressiona aqui! A pesar de possuir as cores do arco-iris e parecer um lindo e doce crustáceo, ele possui garras como as de um caranguejo, na hora de caçar eles “engatilham” essas  garras e disparam com força na direção da presa que em instantes se transforma em almoço.

A aceleração do soco do Camarão Louva-Deus já foi medida diversas vezes e chega a atingir 10.400 G. O que acaba gerando uma onda de choque com força de 1.500 newtons em baixo d’agua, pra ter uma ideia do que isso representa, na superfície da Terra, 1 kg exerce uma força de apenas 9,81 newtons. É uma senhora pancada!

Como se não bastasse, o movimento do “soco” funciona como uma pistola sônica de ondas de choque, que utiliza um efeito chamado supercavitação. A supercavitação ocorre quando a água é aquecida acima de seu ponto de ebulição e forma bolhas instáveis. Uma onda sonora desestabiliza as bolhas fazendo com que elas implodam. Essa implosão é muito rápida, e gera efeitos muito interessantes, como a sonoluminescência que é a emissão de rápidos flashs de luz! O.o

É mole? Além de ter um super soco, esse “camarãozinho” ainda solta raios! Ta me parecendo mais um Pokémon do que um animal do nosso mundo! O Ash que se cuide…

camaraopokemon

Recomendamos que você assista o vídeo abaixo onde eles testaram e gravaram em câmera lenta os diversos comportamentos do Camarão Louva-Deus:

E aqui, outro vídeo feito com uma câmera especial que mostra o que acontecem com as bolhas durante a o fenômeno da sonoluminescência:

Essa espécie é bastante comum nos mares da Tailândia e por mais que seja bonita, logicamente não é nada recomendado ter um desses em casa, afinal de contas eles adoram dar socos contra a parede do aquário, que quebra instantaneamente!

+ Pequenos animais que se transformam em monstros quando vistos no microscópio
+ Um peixe que joga Pokémon ao vivo

Deixe seu comentário