Construa um motor movido a vela (motor Stirling)

Lá em 2013, a gente fez o concurso da latinha e o Thiago Kazuo foi o grande vencedor, com o projeto do motor Stirling.

Quase 3 anos depois, a gente finalmente conseguiu reproduzir este experimento no centro de testes do Manual do Mundo e trouxemos o passo a passo completinho pra vocês!

Só dar o play:

+ Site do Leandro Wagner, super especializado em motor stirling
+ Barquinho pop-pop
+ Como fazer um motor elétrico

Pra fazer o lendário motor Stirling em casa, você vai precisar de:
– uma vela redonda
– cola quente e cola branca
– latas: 2 de refri, uma de atum e uma de leite em pó
– palha de aço
– 2 arruelas
– 2 CDs ou DVDs usados
– 3 clipes grandes
– canudinho
– bexiga de festa
– 1 garrafa de água
– 2 elásticos
– agulha fina
– lixa
– tesoura
– 2 conectores de chuveiro, um de 25 e outro de 30 amperes
– linha de pesca nº 05
– broca de ferro de 2 mm + furadeira
– água gelada

Primeiro, corte a tampa da lata de refri e o fundo da lata de atum. Cole as duas usando cola branca e deixe do jeitinho que explicamos no vídeo.

Depois, cole os CDs, de modo que a parte espelhada fique pra fora. Fixe uma arruela no círculo menor e prenda uma pecinha do conector de chuveiros (de 30 amperes) no centro.

Abra a palha de aço até que ela fique bem fininha. Corte uma faixa com 5 cm e enrole no canudo. Prenda o clipe na ponta, fazendo uma espécie de gancho, e enrole a linha de nylon no centro. Depois, coloque a palha de aço dentro da latinha de refri.

Corte a tampa da garrafa e faça três furos na tampa, do jeito que explicamos. Dobre o clipe e coloque-o por dentro da tampa, fixando a parte de dentro com cola quente. Encaixe a bexiga na tampa e prenda com alguns elásticos, pra vedar bem. Por fim, passe o fio de nylon que está na palha de aço pelo furo do meio e deixe a sua nova estrutura dentro da latinha.

Abra o conector de 25 amperes e pegue as pecinhas de metal. Faça um furo do jeito que explicamos e prenda no clipe. É importante que você faça as marcações certinhas no clipe, pra não dar nada errado nesta parte do virabrequim!

Pegue a segunda lata de refri. Corte a parte de cima e faça um furo redondo do lado. Por fim, faça muitos furos em uma lata de leite em pó.

Encaixe tudo minuciosamente, separe um pouco de água gelada pra colocar na latinha de atum e veja esta linda engenhoca caseira funcionando!

Mas por que será que esse motor não se popularizou tanto, já que ele é tão eficiente?
Isso tem a ver com basicamente duas coisas: a primeira é que ele tem pouca densidade energética. Ou seja, para chegar numa potência grande ele precisaria de muito espaço, especialmente pra parte de resfriamento, e acaba sendo caro para construir.

A segunda é que ele leva algum tempo pra ganhar velocidade, não tem o arranque que um motor de carro tem, por exemplo.

As aplicações práticas ainda são bem restritas, mas ele é promissor. Atualmente, ele é usado em submarinos da frota sueca (por conta do motor ser silencioso e a água do mar representar uma grande câmara de resfriamento) e está sendo pesquisado como um jeito melhor de converter energia solar em energia elétrica (na África do Sul, por uma empresa sueca).

————————–

Mas não foi só isso não! Veja só o vídeo resposta que a gente gravou, ensinando como fazer uma nave espacial com papel e corante:

Deixe seu comentário