Libéria está livre do ebola

Estamos na torcida para que nenhum caso de ebola seja diagnosticado na Libéria. O país está oficialmente livre do vírus, segundo declaração da Organização Mundial da Saúde (OMS) feita no último sábado (9).

Como o ebola demora 21 dias para se manifestar, a OMS precisa que o local fique sem casos da doença por pelo menos 42 dias. A última morte confirmada por lá foi em 27 de março.

No entanto, a rádio norte-americana National Public Radio alerta que a Libéria ainda terá desafios pela frente, como cuidar dos sobreviventes e treinar pessoas novas para entrarem no lugar de doutores e enfermeiros que morreram por causa da doença.

Vírus ebola . Fonte: CDC
Esse é o vírus ebola

Mas o vírus ainda fica no organismo…

Ian Crozier é médico e se voluntariou para ajudar os doentes em Serra Leoa, mas acabou pegando ebola. Depois de passar por um tratamento pesado, ele se curou da doença, mas quase ficou cego: o vírus foi parar nos seus olhos e causou uma baita infecção. Embora ele tenha passado por tal transtorno, ele não pode contaminar ninguém.

No entanto, médicos já encontraram restos de ebola no sêmen de um homem, depois de seis meses dele estar curado. Ainda não se sabe se isso acontece com todas as pessoas, mas a recomendação é que as pessoas que já foram infectadas alguma vez evitem relações sexuais ou façam isso com a proteção de um preservativo.

Fonte: Science Magazine

Deixe seu comentário