Metabolismo de lagartos diminui em altas temperaturas

Foto: Manoel Leal
Foto: Manoel Leal

O outono está aí e os animais ectotérmicos (aqueles que dependem do ambiente para controlar a temperatura interna), como os répteis, já estão começando a ficar mais parados por conta da queda da temperatura.

Mas uma pesquisa recente feita na Universidade de Missouri mostrou que os lagartos Anolis cristatellus, conhecidos popularmente como anolis de Porto Rico, também ficam mais lento quando a temperatura está muito alta.

O estudo feito por pesquisadores da Universidade de Missouri mostrou que essa espécie de lagarto consegue comer, caçar e se reproduzir quando a temperatura está entre 27 e 29ºC. Se a temperatura subir ou cair, os anolis continuam com as suas atividades básicas, mas fazem isso mais lentamente. Os resultados contrariam a hipótese inicial dos cientistas, que acreditavam que os lagartos ficariam completamente parados quando as temperaturas caíssem abaixo de 27ºC.

Além disso, a pesquisa pode servir como guia para futuros estudos sobre o efeito das mudanças climáticas em répteis, ajudando a compreender melhor como esses animais se comportam com o aumento da temperatura global.

Fonte Universidade de Missouri

Deixe seu comentário