Comer amendoim quando bebê reduz risco de alergia

Um estudo do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Contagiosas do Reino Unido e observou que as crianças expostas ao amendoim desde cedo tiveram uma chance sete vezes menor de desenvolver alergia ao alimento.

O estudo partiu do princípio de que é impossível ter uma alergia a algo que você nunca comeu porque seu corpo produzirá anticorpos (as células de defesa do organismo) somente quando entrar em contato com determinada substância. Além disso, eles observaram em uma pesquisa anterior que crianças judias do Reino Unido tinham dez vezes mais chance de desenvolver a alergia do que crianças com ascendência israelense. Isso pode acontecer porque os bebês de Israel começam a comer amendoim muito cedo e já tem contato com o alimento aos sete meses de vida.

Os cientistas acompanharam 640 crianças durante os quatro primeiros anos de suas vidas: enquanto metade delas evitou contato com amendoim até completar cinco anos, as outras consumiam 6 gramas de proteína de amendoim semanalmente. As crianças escolhidas para a pesquisa precisavam estar no primeiro ano de vida e apresentar alergia prévia a ovo.

Peanut_products/ Wikimedia

Perto do seu quinto aniversário, os participantes fizeram o teste final e comeram um pouco de amendoim. Os resultados coletados comprovaram a hipótese inicial: 14% das crianças que evitaram o alimento tinham desenvolvido alergia ao amendoim, enquanto só 2% dos que consumiram amendoim desde cedo apresentaram sintomas alérgicos.

Fonte: The New England Journal of Medicine

Deixe seu comentário