Cigarros eletrônicos ajudam ou atrapalham a parar de fumar?

Desde que chegaram ao mercado no ano 2000, os cigarros eletrônicos caíram no gosto dos fumantes. Por serem “menos piores” que os cigarros comuns, eles logo se popularizaram. 

Segundo a Science, cigarros eletrônicos produzem um vapor rico em nicotina, mas que não tem muitas das toxinas e substâncias cancerígenas que tornam os cigarros comuns tão perigosos. O problema é que o cigarro eletrônico continua sendo um cigarro cheio de nicotina e pode manter as pessoas viciadas ou desencorajá-las a buscar formas mais eficazes para deixar o vício.

É difícil dizer se eles ajudam ou atrapalham quem está tentando parar de fumar. Estudos que tentaram estabelecer os riscos e benefícios dos cigarros eletrônicos tiveram conclusões variadas.Uma pesquisa feita na Inglaterra apontou que adultos que usaram cigarros eletrônicos tinham 60% mais chance de permanecer livres do cigarro do que aqueles que optaram por adesivos de nicotina ou tentaram largar de uma vez, sem nenhuma ajuda.

+ Conheça os venenos do cigarro aqui. Você vai se surpreender!

Os pesquisadores analisaram respostas de mais de 6 mil pessoas entre 2009 e 2014 que disseram tentar parar de fumar sem ajuda psicológica ou de medicação. Entre os entrevistados, 20% deles que disseram estar usando o cigarro eletrônico afirmaram terem permanecido longe do cigarro convencional durante todo o período da pesquisa. Já entre os que tentaram parar de fumar sem nenhuma ajuda, 15% ficaram firmes, e entre os que usaram adesivos de nicotina, apenas 10% continuaram longe do vício.

O autor do estudo, o psicólogo Robert West da University College London, explica porque isso acontece. “Com o cigarro eletrônico, há uma forte simulação da experiência de fumar que faz com que as pessoas se sintam recompensadas por estarem fazendo isso”, disse West à Science. No entanto, segundo ele, para quem quer parar de fumar, a maneira mais efetiva ainda é a combinação entre aconselhamento e prescrição médica.

Há ainda uma outra ressalva que se faz ao uso dos cigarros eletrônicos: eles estariam diminuindo o número de pessoas que tentam abandonar o cigarro de vez. Segundo o pesquisador Stanto Glantz, especialista no controle do tabaco, as estatísticas mostram que para cada pessoa que consegue parar de fumar usando o cigarro eletrônico, existe uma ou mais que nem tentou abandonar o vício já que poderia utilizar os eletrônicos e, assim, continuar fumando mas reduzindo os riscos para a saúde.

E você, o que acha do cigarro eletrônico?

Fonte: revista Science

 

Deixe seu comentário