Fazendo arte no aparelho de Raio X


Há alguns dias publicamos aqui no blog do Manual do Mundo o fascinante trabalho de um fotógrafo que transforma fenômenos científicos em arte com a ajuda de algumas engenhocas que ele mesmo produz para obter boas cenas para sua câmera.

Hoje, trazemos a obra de outro artista que poderia ser considerado “nerd” pelo seu apreço à ciência. O físico holandês Arie van ‘t Riet, além de um grande apreciador da natureza é interessado pela tecnologia capaz de produzir raios X.

Descoberto no século XIX, os raios X são emissões eletromagnéticas com propriedades semelhantes às da luz, produzidas a partir do fluxo de elétrons e da desaceleração das partículas. Através de diversas técnicas e mecanismos, a descoberta mostrou se muito útil, por exemplo, para a medicina, permitindo aos médicos “enxergarem” o interior do corpo do paciente.

Mas para o holandês, a aplicação também tem grande utilidade no campo das artes, retratando as “profundezas” das belezas naturais. Confira algumas de suas obras:

Quem também anda “fazendo arte no aparelho de raio X” é o DJ e astro internacional da música eletrônica Deadmau5, que em uma de suas muitas viagens decidiu passar junto com sua bagagem pelo detector de metais do aeroporto:

Se você curte esse tipo de experimentação misturando arte e ciência, provavelmente também vai gostar destes outros posts:

Deixe seu comentário