Evite acidentes no trânsito… aéreo!


Se no trânsito da cidade já é preciso o máximo de atenção para evitar acidentes, em aeroportos movimentados é preciso uma mobilização operacional ainda maior para garantir que uma aeronave não colida com outras.

No último fim de semana, por muito pouco, um completo desastre foi evitado no Aeroporto Barcelona. Um Boeing 767 vindo de Moscou foi obrigado a abortar o pouso (“arremeter”) em uma manobra arriscada porque um avião da Argentinas Airbus estava atravessando a pista no mesmo momento. Felizmente, não houve feridos, mas tudo ficou registrado neste vídeo impressionante:

Dentre os vários recursos de monitoramento do tráfego aéreo, um deles é inclusive acessível a toda população. Assim como atualmente é possível a qualquer cidadão comum vigiar o desmatamento das florestas, outra aplicação utilizando os mapas do Google foi criada para fornecer informações de vários dos aviões em trânsito no planeta em “tempo (quase) real”.

O FlightRadar24 é um site sueco que mostra dados de cerca de 6 mil aeronaves do mundo inteiro, como local de decolagem e destino, altura e velocidade dos aviões, direto em seu navegador – ou tablets e smartphones com iOS ou Android.

O monitoramento é realizado graças a uma tecnologia chamada ADS-B, que equipa 60% dos aviões em operação no mundo. As informações são transmitidas simultaneamente para cerca de 500 receptores espalhados pelo mundo e transferidas para o site na forma de aviõezinhos amarelos. Além disso, o órgão norte-americano de controle de tráfego aéreo, FAA, fornece informações de outra parcela de voos, que são exibidas como aviõezinhos alaranjados no mapa – por questões de segurança, com um atraso de 5 minutos.

Esse sistema garante que todos os voos dos EUA e Canadá, além de 95% dos voos europeus, e ainda uma parte do tráfego aéreo de outros locais sejam rastreados.

Outra forma impressionante de visualizar o ritmo frenético dos aviões é através do vídeo abaixo, produzido pelo fotógrafo e professor de cinema americano Cy Kuckenbaker.

Utilizando uma sobreposição de registros em time lapse, ele condensou todos os pousos do aeroporto Internacional de San Diego ao longo de um dia em apenas 30 segundos. Veja que incrível:

Agora, se já está complicado assim, imagine quando nossos aeroportos contiverem voos para galáxias muito, muito distantes

Em todo caso, é muito melhor poder observar o movimentos dos aviões, guardando certa distância!

Clique aqui para aprender a fazer um super avião de papel!

E aqui para descobrir por que a caixa-preta dos aviões é laranja!!

Deixe seu comentário