Dominando as espécies com o poder dos lasers


Pouca gente sabe mas a palavra “laser” é, na verdade, uma sigla: em inglês, “Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation”, ou em português, “Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação”.  O nome geralmente é utilizado para designar um dispositivo que produz radiação eletromagnética com características específicas.

O raio laser é formado por partículas de luz (conhecidas como “fótons”) concentradas e emitidas, com a ajuda de espelhos, em forma de um feixe contínuo.

A tecnologia foi criada em 1960 pelo físico norte-americano Theodore Maiman, estimulando átomos de rubi para emitirem luz concentrada, e foi aprimorada ao longo dos anos, sendo atualmente utilizada em uma enorme variedade de aplicações cotidianas, como impressão, depilação, leitura de código de barras, de CDs e DVDs, solda e corte de metais, cirurgias, remoção de tatuagem, holografia, e até sistemas antimísseis.

Um pequeno experimento com um laser direcionado para uma fileira de 100 balões de ar pode dar uma ideia do poder da ferramenta:

Esta outra experiência utilizando laser para incendiar o pavio de garrafas contendo álcool vaporizado também é impressionante… ainda mais em super câmera lenta!

Mas o grande e verdadeiro poder dos raios lasers que iremos demonstrar hoje demonstra a supremacia da espécie humana confundindo pobres animais iludidos como estes adoráveis gatinhos flagrados também em câmera lenta:

Achou uma sacanagem com os pobres bichinhos indefesos? Pois também fizeram a experiência com felinos de maior porte

Mas não vá pensando que a brincadeira só funciona com felinos! Veja como se saiu este pássaro:

Pelo visto o truque com lasers funciona até debaixo d’água:

Nossas amigas tartarugas aí vão precisar treinar muito para se tornarem ninjas…

Até animais menores (e asquerosos) como esta “simpática” lagartixa caem na “pegadinha”:

Só que é preciso tomar muito cuidado quando for tentar fazer isso com um cachorro

Em compensação, com um pouco de prática é possível até transformar a brincadeira em algo útil como um despertador:

Ainda bem que o ser humano possui uma inteligência superior que não se deixa ser enganado dessa forma por outros e… errr… esquece!

Clique aqui para descobrir como criar um microscópio caseiro com um laser!

Deixe seu comentário