Por dentro dos submarinos russo e americano

Submarino-americano-Dolphi 4
Submarino norte-americano Dolphin

Quem nunca teve a curiosidade de conhecer por dentro um submarino? Ver de perto os veículos que participaram de guerras, descobrir como funcionavam e conferir todo material bélico que carregavam.

Conheça um submarino por dentro
+ Aprenda a fazer um minivulcão  submarino

Nós, do Manual do Mundo, tivemos essa chance de conhecer por dentro os submarinos russo B-39 e norte-americano USS Dolphin, ambos agora aposentados e ancorados no Museu Marítimo de San Diego, nos EUA. Veja a história dos dois e confira os vídeos e as fotos do nosso passeio!

Submarino Russo B-39

2222
Foto: wikipédia

Pertencente à Marinha Soviética, o B-39 começou a ser utilizado em 1970 e ficou na ativa há mais de 20 anos. Com 300 pés (91.440 metros) e duas mil toneladas, o veículo está entre os maiores submarinos de propulsão já construídos.

Seu funcionamento era à diesel e ele foi projetado para perseguir navios de guerra dos EUA e OTAN pelos oceanos. Agora, mais de 20 anos após a queda do Muro de Berlim que marcou o fim da Guerra Fria, está atracado em meio a seus antigos adversários.

Quando estava ativo, levava 24 torpedos em patrulha, alguns capazes de transportar ogivas nucleares de baixa potência. B-39 tinha uma tripulação de 78 pessoas e poderia mergulhar a uma profundidade de 985 metros antes de ameaçar a integridade de seu casco de pressão em aço níquel.

O veículo desempenhou um papel importante em muitos dos momentos mais tensos da Guerra Fria, incluindo a Crise dos Mísseis Cubanos (1962). No nosso vídeo acima apresentamos o submarino por dentro.

O B-39 foi desativado em 1º de abril de 1994 e vendida para a Finlândia. Passou por várias mãos até chegar a San Diego, Califórnia, em Abril de 2005 e tornando-se uma peça de exposição do Museu Marítimo de San Diego.

Submarino USS Dolphin

Painel de controle
Painel de controle do Dolphin

Considerado um dos submarinos a navegar mais profundo do mundo, o Dolphin (golfinho, na tradução) não participou de qualquer evento histórico específico durante seus quase 40 anos de serviço, apesar de ser pioneiro em muitas conquistas científicas e militares.

Ele tem 165 pés (50.292 metros) e pesa 950 toneladas. O barco foi projetado para ser facilmente modificado, tanto interno como externamente, para permitir a instalação de investigação e equipamentos de teste.

Submarino-americano-Dolphi 7
Dormitórios do submarino americano

Em 1969, lançou o torpedo de maior profundidade e também fez, com sucesso, a primeira comunicação entre submarinos e aviões.

Além disso, foi nele que a marinha norte-americana desenvolveu um novo sistema de sonar e de um sistema altamente preciso de alvo submarino. Foi desmontado em janeiro de 2007 e agora também serve de atração para os visitantes do Museu Marítimo de San Diego, na Califórnia.

Iberê não aguentou de curiosidade e deu uma espiada no periscópio! hahaha
Iberê não aguentou de curiosidade e deu uma espiada no periscópio! hahaha
Barcos de San Diego vistos pelo periscópio do submarino USS Dolphin
Barcos de San Diego vistos pelo periscópio do submarino USS Dolphin
Submarino americano Dolphi
Cozinha do submarino americano
Submarino americano Dolphi 9
O submarino Dolphin visto de fora
Deixe seu comentário